VERTIGEM POSICIONAL PAROXÍSTICA BENIGNA

O que é Vertigem Posicional Paroxística Benigna-VPPB?

A Vertigem Postural Paroxística Benigna (VPPB – ou “doença dos cristais do labirinto”) é uma das causas mais comuns de vertigem severa e de curta duração.

Foi descrita por Barany, em 1921, e sistematizada por Dix e Hallpike, em 1952.

 Os chamados “Cristais do Labirinto” são partículas pequenas (de 3 a 30 microns) de carbonato de cálcio (CaCo3) combinadas com uma matriz proteica, podendo ser chamados de Otólitos ou Otocônias e que ficam aderidas na membrana gelatinosa existente nas cavidades labirínticas (sáculo e utrículo), permitindo a percepção das acelerações lineares da cabeça.

Por várias possíveis causas (entre elas a degeneração relacionada à idade), esses Otólitos podem se desprender dessa Membrana Gelatinosa, permanecendo “soltos” no líquido labiríntico (Endolinfa) e acabam por se dissolver, exceto se estiverem confinados em pequenos espaços patologicamente com grandes concentrações de cálcio.

 O quadro clínico da VPPB terá início quando esses Otólitos migrarem em quantidade suficiente do Utrículo para os Canais Semicirculares, que por sua vez são estruturas labirínticas de percepção angular da cabeça em todos os planos do espaço, e que cujos estímulos não dependem desses Otólitos.

R.Borges 

Os testes de diagnóstico para a VPPB incluem testes para a observação do nistagmo (movimento ocular involuntário) .

Como diagnosticar?

 

O Exame de Vertigem Posicional e do Nistagmo é uma etapa essencial no diagnóstico do paciente com tonturas.
A Vertigem Posicional Paroxística Benigna é uma das causas mais comuns de Vertigem e é facilmente tratável, mas pode ser diagnosticada somente com testes posicionais.
É difícil pensar num paciente em particular com tonturas no qual não valha a pena fazer a Manobra Posicional, isto porque até os pacientes com histórias típicas de outros distúrbios (doença de Ménière, Enxaqueca, Neurite Vestibular) podem ter desenvolvido VPPB secundária num labirinto danificado pela doença subjacente.
A finalidade de conduzir uma Manobra Posicional é tentar desencadear vertigem e nistagmo.

O paciente deve estar ciente de que, apesar da tecnologia moderna, este é o único modo de fazer um diagnóstico de uma afecção perfeitamente tratável como a VPPB.

Durante a Manobra Posicional e independente de haver vertigem ou não, o examinador deve observar cuidadosamente os olhos do paciente.


Tonturas-Diagnóstico e tratamento-Uma abordagem prática-A.Bronstein e T.Lempert

Volte a ter qualidade de vida!

Não deixe a tonteira perturbar você!

 

 

1/2

 

Celular:(21)99642-6797 Whatsapp

Email:fononeuro@gmail.com       

Images:http://www.freedigitalphotos.net /Wix.com

Image VPPB,Todd Buck Ilustração  © Todd Buck Ilustração proibida a copia

Site Desenvolvido por Tina M C.